quarta-feira, 29 de outubro de 2014

Como fica a saúde nessa onda de plus size?

Hoje vamos falar um pouco sobre saúde!


Mulheres com medidas generosas estão assumindo o lado gordinha e gostosa. Bom para a autoestima. Mas e a saúde, como fica?
Mulheres que assumem seus defeitinhos e até seus quilos a mais. Confecções que começam a investir em tamanhos a partir do manequim 48. Atrizes - como a comediante Fabiana Karla - e modelos – como Andréia Miura -, que brilham felizes e faceiras sem dar bola para os números da balança.
Entretenimento, como a peça de teatro Gorda, que conta a história de um executivo bem-sucedido que se apaixona por uma mulher inteligente, divertida, sensual e com 30 quilos acima do peso.
 
É muito bacana e positivo trabalhar outros padrões de beleza, quebrando o estigma de que só é bonita quem é magra!
Mas e a saúde, seja da gordinha seja da magrinha? Como anda?

A especialista Fernanda Gomes de Melo, do Hospital Bandeirantes, de São Paulo, explica que o padrão normal de índice de massa corporal (IMC*) é de 18,5 a 24,9. 
De 25 até 29,9, existe sobrepeso. Mas nessa segunda faixa muitas vezes encontramos pessoas mais saudáveis do que outras com IMC 23.

Gordura abdominal
Para a endocrinologista Nathalia Ferreira, membro titular da Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia e médica do Centro de Medicina Integrada da Saúde Medicol, é importante sentir-se confortável com seu peso e manter a autoestima elevada. 
Sob o ponto de vista da saúde, no entanto, é preciso verificar a relação entre cintura e quadril e analisar o padrão de distribuição de gordura. Concentrada na região da barriga, ela aumenta os riscos de doenças cardiovasculares e da síndrome metabólica, alerta.
 

Além disso, as cheinhas devem ficar de olho nas dosagens metabólicas, como taxas de glicemia, colesterol e triglicérides. 
Se esses níveis estiverem bons, se a pessoa praticar atividade física regularmente e seguir uma alimentação equilibrada, pode ser aceitável um IMC um pouco além de 25.

Pacote da autoestima
A Acqua Rosa confecciona moda praia especializada para o público que veste do 44 ao 60!
Com peças elaboradas, com design especial para as plus size, a marca vem ganhando cada vez mais espaço no guarda-roupas e no coração das gordinhas do Brasil!
E queremos ver nossas gordinhas com saúde, por isso, prestem atenção aos problemas que o peso pode trazer e que não aparecem nos exames de rotina. Com o tempo, o excesso pode sobrecarregar as articulações (de joelhos, tornozelos), levando a artroses e varizes, entre outras coisas.
É legal assumir-se com medidas generosas. Mas lembre-se que o pacote da autoestima deve conter cuidados com a beleza, alimentação saudável e atividade física prazerosa.


(*) O IMC é reconhecido como padrão internacional para avaliar o grau de obesidade. O índice é calculado dividindo o peso (em quilograma) pela altura (em metro) ao quadrado. 

IMC = Peso : Altura²
Resultado:
IMC abaixo de 18,5: subnutrição
IMC entre 18,5 e 24,9: peso saudável
IMC entre 25 e 29,9: sobrepeso
IMC entre 30 e 34,9: obesidade grau 1
IMC entre 35 e 39,9: obesidade grau 2
IMC acima de 40: obesidade grau 3

Fique linda, com saúde e com a auto estima lá em cima!

Confira os looks de praia para você arrasar neste verão: